10 Invenções Romanas Antigas

Ao longo da história, as invenções definiram civilizações e mudaram a maneira como vivemos nossas vidas. O mundo antigo estava cheio de possibilidades quando se tratava de tornar a vida mais fácil, já que havia tanto para inventar e descobrir. A Roma Antiga é, sem dúvida, uma das civilizações mais conhecidas por invenções que mudaram o curso do desenvolvimento humano. No entanto, em muitos casos, a invenção romana foi mais precisamente inovação, trazendo mudanças para a tecnologia existente. Sem mais delongas, aqui está uma lista das 10 principais invenções romanas antigas que levaram a grandes avanços em engenharia e arquitetura, estabelecendo os romanos como uma das civilizações mais dominantes do período contemporâneo.

10. Arcos

Arcos na Roma antiga

Mesmo que o primeiro uso dessa incrível invenção arquitetônica antecede mesmo os primeiros anos da civilização romana, o arco realmente se tornou uma estrutura essencial no paradigma da arquitetura geral, uma vez que os romanos a adaptaram a seus próprios projetos. Foram os romanos quem primeiro encontraram uma maneira de fixar um arco em cima de dois pedestais altos, de tal modo que abrangeriam uma passarela (e, em muitos casos, até rodovias). Esses arcos continuaram a se transformar em construções de engenharia fundamentais que lançaram as bases para muitos dos destaques estruturais subseqüentes da Roma antiga. Muitas pontes foram construídas sobre esses arcos, assim como os aquedutos, esgotos, anfiteatros e até mesmo o grande Coliseu. Os arcos romanos foram usados ​​mais tarde na Idade Média, quando algumas das catedrais mais magníficas da história foram construídas. Na verdade, era o único método conhecido para colocar um telhado em um prédio sem o uso de vigas de suporte.

9. Cidades baseadas em grade

Cidade baseada em grade, invenção romana antiga

Mais uma vez, os romanos não foram os primeiros a inventar estabelecimentos e cidades baseados na rede, e os primeiros planos básicos de planejamento de rede já datam da antiga cidade de Mahjong Daro e Harappa, no Paquistão. Mas foram os romanos que abraçaram esse conceito, adicionaram uma nova dimensão a ele e o implementaram em uma escala tão grande que os assentamentos baseados em redes tornaram-se comuns. Uma grade romana básica era caracterizada por um retângulo ou um quadrado em uma disposição ortogonal quase perfeita das ruas. As duas ruas principais, o cardo e o decumanus, se cruzavam em um ângulo reto no centro da grade. Essa grade era uma estrutura ideal para organizar os diferentes componentes de uma cidade, como casas, teatros e lojas em blocos específicos. Para evitar que a cidade se tornasse uma série monótona de blocos, os romanos incorporaram vários itens, como teatros abertos, banhos públicos, mercados e outras instalações recreativas dentro da rede da cidade. Eles então passaram a padronizar esse padrão de assentamento construindo cidades coloniais e acampamentos militares em todo o seu enorme império, da Grã-Bretanha ao norte da África, Itália e região do Mediterrâneo Oriental.

8. Esgotos e Saneamento

Invenção romana antiga: esgotos e saneamento

O antigo Império Romano, em muitos aspectos, ostentava o mais alto nível de gestão de esgoto e saneamento nos tempos contemporâneos. Os romanos estabeleceram uma série de banhos públicos, latrinas e uma linha de esgoto interligada, unindo-os todos juntos em uma tarefa complexa e eficiente de engenharia. Roma e outras grandes cidades tinham uma extensa rede de esgotos e drenos que corriam ao longo das laterais das ruas. A abundância de água nos aquedutos romanos, juntamente com a água de escoamento de riachos locais, era usada regularmente para lavar esses esgotos e esgotos. O flush então despejaria todo o lixo no rio mais próximo (geralmente o Tibre), o que não soa como a melhor solução sanitária, mas era muito melhor do que deixar o esgoto espalhado pelas ruas. Os antigos romanos também se destacaram no uso de calhas cobertas e linhas de esgoto a que a maioria das casas da cidade estava conectada. Sem dúvida, seu sistema de esgoto e saneamento fez os antigos romanos precursores de práticas subseqüentes em saneamento em todo o mundo.

7. Estradas e Rodovias

Estrada romana antiga

Uma das principais razões por trás da administração impecável e eficaz de um vasto império de Roma antiga foi a construção de um dos mais sofisticados sistemas de estradas dos tempos antigos. Estradas e estradas romanas desempenharam um papel crucial na ascensão do estado romano, expandindo-se por toda a República Romana e depois pelo Império Romano. Em um período de cerca de 700 anos, eles construíram cerca de 55.000 milhas de estradas pavimentadas ao redor da bacia do Mediterrâneo e em toda a Europa – um feito que garantiu o movimento rápido e eficiente de mercadorias, soldados e informações em todo o império. As estradas romanas geralmente seguiam uma rota direta pelo campo, tornando a viagem eficiente e rápida. Estas rotas habilmente projetadas eram fáceis de navegar e os romanos foram um dos primeiros a usar sinais de trânsito e marcadores de milhas. Eles também garantiram que a maioria das rodovias fosse bem protegida e patrulhada.

6. Aquedutos

Aqueduto Romano Antigo

Nos tempos do Império Romano e da República, os romanos desfrutavam de muitas instalações que não teriam sido possíveis se não tivessem dominado a técnica de construção de aquedutos para transportar água de rios, nascentes e reservatórios. Os primeiros aquedutos romanos foram construídos por volta de 312 aC e, a partir de então, decolaram como uma maravilha da engenharia que usava o fluxo de descida da água para abastecer os centros das cidades. Toda a rede de aquedutos dependia de vários fatores e do uso da gravidade para manter um fluxo contínuo, o que tornava o conceito geral de engenharia notável para o seu tempo. Quando a água chegasse a cidades maiores como Roma, grandes reservatórios a conteriam. Os banhos públicos, fontes, banheiros e moradias privadas poderiam então entrar na rede e acessar a água. Sendo um dos símbolos mais visíveis do antigo sistema de transporte aquático, o aqueduto se destaca como um verdadeiro testamento da antiga engenharia e inovação romanas.

Veja também:
Top 10 fatos surpreendentes sobre a Roma Antiga

5. Numerais Romanos

Tabela de algarismos romanos

Como o nome já sugere, numerais romanos se originaram na Roma antiga. Constituindo um dos sistemas de numeração mais populares ainda em uso hoje, o primeiro uso desses números remonta a algo entre 900 e 800 aC. Naquela época, os sistemas de contagem existentes não conseguiam acompanhar a necessidade de requisitos de cálculo complexos. Os numerais romanos foram desenvolvidos para servir ao propósito de fornecer um método de contagem padrão que poderia ser usado com eficiência na comunicação e no comércio. No entanto, esses números romanos vieram com suas falhas, como a ausência do número zero e a incapacidade de calcular frações, entre outros. Apesar disso, esses números sobreviveram mesmo após a queda do Império Romano. Seu uso em títulos de filmes, livros e muitas outras esferas populares e culturais hoje mostra o legado duradouro dessa antiga notação numérica.

4. Ferramentas e Técnicas de Cirurgia

Os antigos romanos inventaram uma série de ferramentas e técnicas cirúrgicas que abriram o caminho para os desenvolvimentos subsequentes nos campos da medicina e da cirurgia. A cena médica romana foi fortemente influenciada pelos avanços cirúrgicos alcançados pelos antigos gregos. Os médicos da Roma antiga não só utilizaram todas as ferramentas disponíveis, como também desenvolveram muitas ferramentas novas e inventaram procedimentos como a cesariana. Mas eles deram os maiores saltos cirúrgicos no campo de batalha, fazendo da medicina de campo uma preocupação primordial. Durante o reinado de Augusto, um corpo médico militar foi estabelecido para ajudar soldados feridos em batalha. Os romanos dominaram as inovações médicas para conter a perda imediata de sangue na batalha, salvando assim milhares de vidas. Eles também inventaram ferramentas como bisturis de bronze, ganchos obstétricos, brocas de osso e fórceps, e também o espéculo vaginal bastante assustadoramente denominado. Os romanos também são considerados pioneiros na forma mais antiga de cirurgia anti-séptica, já que costumavam mergulhar ferramentas médicas em água quente para desinfetá-las antes da cirurgia.

Veja também:
Top 10 Armas Antigas Populares

3. Calendário Juliano

Calendário Juliano, Roma Antiga

Quando os antigos romanos se tornaram a maior civilização do antigo mundo ocidental, eles perceberam as complicações de manter um calendário padrão que poderia se aplicar a todo o império. Não ajudou que eles introduzissem meses com números ímpares de dias por causa de uma superstição prevalecente contra números pares. Por fim, o calendário estava tão distante de um cronograma regular que Júlio César implementou uma nova reforma, tornando a duração de um ano solar a base do calendário. Ele também instituiu os 12 meses do ano. É claro a partir do nome que o calendário foi nomeado após o próprio Júlio César, e algumas igrejas ortodoxas orientais usam para calcular feriados até hoje. Mesmo sendo uma inovação aparentemente perfeita para a época, o calendário juliano calculou mal o ano solar em cerca de 11 minutos e meio . Isso eventualmente levou à criação do calendário gregoriano que se baseou fortemente no modelo juliano e foi adotado em 1582 dC.

2. Jornais

A história está repleta de autocratas que queriam manter o público informado sobre os anúncios e desenvolvimentos oficiais. Roma foi o primeiro império a estabelecer um sistema sofisticado de circulação de notícias escritas que publicou o Acta Diurna, que se traduz como “Eventos diários”. Essas folhas de notícias manuscritas foram publicadas diariamente e postadas pelo governo no Fórum Romano do ano 59 aC em algum lugar por volta de 222 dC A maior parte do conteúdo do Acta Diurna geralmente consistia em notícias políticas, julgamentos, campanhas militares, execuções, grandes escândalos e outros assuntos semelhantes. Os romanos também publicaram o Acta Senatus que registrou os procedimentos no senado romano, embora esse tipo de revista fosse mantido fora de alcance público até que Júlio César o tornasse acessível a todos como parte das reformas populares que ele introduziu durante seu reinado. Quando os primeiros jornais modernos foram introduzidos na Europa, eles podem não ter tido qualquer influência sobre o início da Acta Diurna, mas essas notícias foram as pioneiras da história da publicação de notícias.

📒 Leia online gratuitamente centenas de livros de História Antiga

1. Concreto

Concreto, Roma antiga

Os antigos romanos eram particularmente habilidosos em construir rapidamente novas estruturas e manter sua integridade estrutural. O concreto revolucionário desenvolvido pelos romanos ajudou a construir estruturas impecáveis ​​e duradouras, desempenhando um papel importante na ascensão arquitetônica da Roma antiga. Os cientistas que estudaram sua composição em detalhes descobriram que ela é superior ao concreto moderno e muito mais ecológica.

O pedaço de concreto que eles experimentaram estava submerso no Mediterrâneo há mais de dois mil anos. A análise desse concreto descobriu que ele produzia um composto que diferia significativamente do concreto que usamos hoje e o transformou em um material de construção incrivelmente forte. Os romanos costumavam combinar seu cimento com a rocha vulcânica popularmente conhecida como "tufo", permitindo que o concreto resultante suportasse uma possível deterioração química. Não é de surpreender que muitas estruturas romanas antigas, como o Panteão, o Coliseu e o Fórum Romano, tenham permanecido por mais de dois milênios.

Veja também:

  • Top 10 peças pendentes da arte romana antiga
  • Top 10 Alimentos e Bebidas Romanas Antigas

Conclusão

Cortesia das invenções e inovações listadas acima, é justo dizer que os romanos certamente saíram da sombra gigante dos antigos gregos. Desde maravilhas da engenharia como aquedutos e arcos até o concreto surpreendentemente estável que resistiu ao tempo, os antigos romanos conseguiram realmente inventar e inovar seu caminho para se tornar um dos impérios mais proeminentes do mundo antigo. Embora muitos de seus avanços tenham sido esquecidos à luz dos desenvolvimentos tecnológicos modernos muito superiores, suas invenções encorajaram as sociedades subseqüentes a adotar novas maneiras de governar, viver e compreender o mundo.

Veja também:

  • Top 11 invenções e descobertas da Mesopotâmia
  • Top 10 invenções e descobertas da Grécia antiga
  • Top 10 invenções e descobertas do antigo Egito
  • As 10 principais invenções da civilização maia

Deixe um comentário