12 Mitos Populares e Fascinantes da Grécia Antiga

A Grécia Antiga é uma terra de cultura e mitologia. É considerado o berço da cultura ocidental e trouxe grandes avanços na arte, ciência e filosofia, mas também tem uma rica tapeçaria de mitos como parte de sua narrativa. Se quisermos entender o mistério da Grécia, temos que apreciar a beleza de suas lendas. Aqui estão 12 mitos surpreendentes da terra da beleza e tranquilidade:

1. Prometeu e o roubo do fogo

Prometeu

Prometeu foi um dos primeiros Titãs a serem expulsos por Zeus e os outros Olimpianos, mas ele foi milagrosamente um dos poucos a evitar o aprisionamento no Tártaro. Prometeu chocou-se continuamente com Zeus, e depois que Zeus tirou o fogo dos humanos, Prometeu o devolveu e o devolveu à humanidade. Como punição, os deuses o amarraram a uma pedra nas montanhas do Cáucaso para sempre, enquanto um falcão (a imagem de Zeus) viajava para a rocha e comia seu fígado. Como ele era imortal, seu fígado se renovava perpetuamente, pronto para o ciclo continuar novamente no dia seguinte. No final, Hércules libertou Prometeu de seu tormento.

2. Narciso e Eco

Narciso era conhecido por toda a sua excelência, e um dia na floresta, a fada da montanha Echo o viu e olhou para ele maravilhada. Narciso sentiu que estava sendo seguido e gritou para Echo: “Quem está aí?” Mais e mais. No final, Echo se mostrou e tentou agarrar Narciso, mas ele a mandou embora, deixando-a aflita e aborrecida. Isso irritou Nemesis, a deusa da retribuição, que levou Narciso a uma piscina na floresta onde ele foi forçado a olhar para o seu reflexo. Ele estava tão apaixonado pela sua beleza que ele foi incapaz de sair. Esta história grega é freqüentemente usada para mostrar às crianças os perigos da vaidade.

3. Cila e Caríbdis

Cila e Caríbdis

Esta é uma das histórias mais conhecidas relacionadas ao grande herói Ulisses. Nos dois lados de um estreito oceano, duas feras estão à espera. De um lado, Scylla agita suas seis cabeças de serpente incontrolavelmente, preparando-se para atacar marinheiros que passam. Por outro lado, Charybdis faz um redemoinho natural. Nenhum indivíduo jamais confrontou esses brutos e escapou. No entanto, o herói Ulisses e seus companheiros tiveram que passá-los em sua jornada. Eles contornaram o oceano em espiral de Charíbdius, seus navios apenas evitando serem afundados. Então Scylla desceu e comeu seis homens. Ulisses navegou pelo restante da equipe, passando por Scylla e saindo do canal. Tendo sobrevivido aos monstros temidos, Ulisses e seus homens prosseguiram com sua aventura. Esta história fala de ter que fazer uma escolha entre duas opções igualmente difíceis.

4. Perseu e Medusa

A feia Medusa tinha cobras para cabelos e um rosto que poderia transformar qualquer um que olhasse para pedra. Para satisfazer seu senhor, o guerreiro Perseu concordou em matar o bruto. Vestindo um manto de invisibilidade, Perseu subiu furtivamente na Medusa quando ela estava dormindo. Ele olhou para ela no reflexo de seu escudo e a executou sem ter que olhar diretamente para ela. Triunfante, Perseus decolou em sapatos alados.

5. Sísifo

Sísifo Pintura

Sísifo era o governante de Ephyra, e ele era conhecido por sua astúcia e falsidade. Ele se opôs aos deuses em numerosas ocasiões e os enganou com sua desonestidade e astúcia. No entanto, os deuses não tolerariam esse comportamento. Ele enfureceu Zeus, que condenou Sísifo a enrolar uma grande rocha por uma encosta. Assim que a pedra atingisse o ponto mais alto da colina, rolaria novamente para o fundo, fazendo com que Sísifo repetisse o processo indefinidamente. Essa tarefa foi concebida por Zeus como um castigo para a arrogância de Sísifo contra os deuses ao pensar que ele, um mero humano, poderia enganar os seres divinos.

6. Orfeu

Orfeu

Orfeu era um músico incrível, e foi dito que ele poderia inspirar as árvores a se contorcer para ouvir sua música. Ele se casou com Eurydice, mas no dia do casamento, ela foi atacada por uma cobra e morreu. Orfeu ficou tão triste que só tocou música triste e pediu aos deuses para ajudá-lo em sua dor. Hermes persuadiu Orfeu a se aventurar no submundo para pedir a Hades e Perséfone que dessem uma chance a Eurídice e a devolvesse à terra dos vivos.

Através de sua música, Orfeu encantou Hades e Perséfone o suficiente para permitir que Eurydice fosse devolvida a ele com uma condição: Quando Orfeu deixou o submundo, Eurídice não pôde olhar para ela até que ela estivesse de volta ao reino dos vivos. Tragicamente, Orfeu não resistiu a dar uma olhada. Enquanto isso, Eurydice desapareceu no submundo.

7. A Quimera

Belerofonte é o herói despretensioso deste mito. A quimera que respirava chamas era um monstro aterrorizante com uma cobra como cauda, ​​corpo de bode e cabeça de leão. Um senhor instruiu o guerreiro Bellerophon a matar a fera. Decolando sobre a besta em seu corcel alado, Pégaso, Bellerophon atira flechas nela e finalmente a mata com sua lança. A quimera vermelha estava morta e o mundo se tornou um lugar mais seguro.

8. Ícaro

Icaro

Daedalus, que construiu o grande labirinto, foi aprisionado em uma torre no labirinto de Creta com seu filho Ícaro pelo rei Minos, para que ele não descobrisse o segredo do Minotauro escondido no labirinto. Daedalus surgiu com um plano para escapar da torre. Ele recolheria penas e usaria cera para unir as plumas para formar asas. Ele fez dois pares de asas, uma para si e outra para Ícaro. Dédalo advertiu seu filho a não viajar muito perto do sol, pois a cera se dissolveria no calor e as asas se desintegrariam. Ícaro não prestou atenção à advertência de seu pai, tão cativado pelo milagre do vôo. Ele voou muito perto do sol, suas asas derreteram e Ícaro mergulhou no oceano. Esta história é usada como uma parábola contra os perigos da arrogância.

📒 Leia online gratuitamente centenas de livros de História Antiga

9. Édipo

Édipo era filho de Jocasta e do rei Laio de Tebas. Os profetas predisseram que Édipo mataria seu pai, Laio. Ao ouvir isso, Laio prendeu as pernas de Édipo e instruiu um criado a levá-lo ao topo de uma montanha e deixá-lo ali para morrer. O criado não fez o que lhe foi dito e, em vez disso, deu a criança ao gentil rei Polybus de Corinto.

Quando Édipo se tornou homem, ele ouviu que era um filho ilegítimo e não o filho natural de Polybus. Para confirmar isso, Édipo foi ao profeta em Delfos, que lhe disse que ele estava destinado a matar seu pai natural e se casar com sua mãe. Temendo isso, ele decidiu não voltar a Corinto, mas permanecer em Tebas. No caminho de volta à cidade, ele encontrou seu pai, Laius, e acidentalmente o matou, atropelando-o com sua carruagem. Este incidente cumpriu a primeira parte da profecia.

De volta a Tebas, Édipo decidiu tentar resolver o enigma da Esfinge. O irmão de Jocasta, Creon, garantiu o reino de Tebas a qualquer um que pudesse resolver o enigma. Como Édipo resolveu o quebra-cabeça, ele se tornou o governante de Tebas e acabou se casando com sua própria mãe.

No final, uma praga desceu sobre Tebas e, depois de consultar o profeta cego Tiresias, Édipo soube que a morte de Laio deveria ser vingada. Édipo foi informado de que ele era a pessoa que assassinou Laius e não era o filho natural de Polybus. Ao descobrir a verdade, Jocasta se matou horrorizada com suas ações. Édipo, em estado de choque, reconheceu o que fizera e, ao ver o cadáver de Jocasta, arrancou os próprios olhos e foi banido da cidade.

10. Jason

A lenda de Jason e os Argonautas e a jornada para conseguir o Velocino de Ouro fascinam o mundo há séculos. É uma história de coragem, risco e aventura. Jason, o verdadeiro senhor de Iolcus, embarca na viagem em seu navio Argo para a distante terra de Cólquida para recuperar o Velocino de Ouro e mostrar seu valor como governante. Na jornada, ele experimenta muitas dificuldades e atrasos.

11. As Amazonas

A lenda grega fala das Amazonas, as mulheres mais incríveis e poderosas já conhecidas. Dizia-se que as amazonas eram um clã de mulheres fortes e autônomas que se punham em oposição à sociedade dominada pelos homens. Eles viviam em isolamento e se opunham aos homens em tudo o que faziam. De fato, eles podem ser vistos como os primeiros ativistas feministas do mundo. Pouco se sabe sobre essas Amazonas inacreditáveis; a maioria das informações sobre eles tiradas da lenda.

A maioria das pessoas acredita que seu papel era representar mulheres oprimidas em todos os lugares e oferecer uma alternativa à predominante classe dominante masculina. Um fato interessante, no entanto, é que as Amazonas surgem nos mitos de muitas civilizações diferentes. Seja qual for a verdade, essas lendas têm suportado e fascinam historiadores, acadêmicos e cineastas até hoje.

12. O seqüestro de Perséfone

Segundo a mitologia grega, Perséfone, a soberana do submundo, era filha de Zeus e Deméter, a deusa da colheita e da fertilidade. Ela também era conhecida como Kore, que significa “dama” e cresceu para ser uma bela jovem que atraiu a atenção de muitos dos deuses.

Deméter era ferozmente protetora de sua filha e a escondeu de seus pretendentes, o mais dedicado dos quais foi Hades, o senhor do submundo. Ele era duro e de meia-idade e vivia em solidão entre as sombras dos mortos. No entanto, seu coração derreteu quando viu Persephone, e ele foi cativado por sua juventude, beleza e frescor. Quando ele perguntou a Deméter se ele poderia se casar com ela, Demeter ficou com raiva e disse que isso nunca aconteceria. Hades estava de coração partido e determinado a ter Perséfone independentemente.

Enquanto a jovem estava brincando e colhendo flores com suas amigas em um vale, ela viu o narciso mais encantador que já vira. Quando ela se abaixou para pegar a flor, a terra sob seus pés se abriu e do buraco, Hades emergiu em sua carruagem puxada por cavalos escuros. Ele pegou Perséfone antes que ela pudesse gritar por ajuda e deslizou para o submundo, o buraco na terra se fechando atrás deles.

Conclusão

Então, como você pode ver, os gregos têm muitas lendas e mitos intrigantes para escolher. Apenas alguns desses contos encantadores são listados aqui, então por que não cavar mais fundo e descobrir mais dessas fascinantes histórias gregas antigas?

Deixe um comentário